Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sofá Branco

"Esta é sem dúvida a era das novas invenções para matar corpos e salvar almas, todas divulgadas com a melhor das intenções." - Byron

Sofá Branco

"Esta é sem dúvida a era das novas invenções para matar corpos e salvar almas, todas divulgadas com a melhor das intenções." - Byron

Cravos de Abril

  Numa florista ofereciam-se cravos. Não se percebendo exatamente de onde, mas não de muito longe vinha o som de uma banda filarmónica local. Na rua não se vê muita gente. Jovens contam-se pelos dedos de uma mão, velhos também não há muitos. O centro da cidade conta com mais gente numa missa de domingo do que no hastear de uma bandeira e celebrar de um dos mais importantes feriados do país. Para além das poucas pessoas e da banda, contam-se também algumas figuras políticas do sítio. A banda toca duas ou três músicas e acaba com o hino nacional, durante o qual a bandeira é hasteada. As pessoas começam a dispersar, algumas delas com meia dúzia de cravos nas mãos, algumas delas à espera para apanhar os que caem abandonados no chão.

 

  Um livro juvenil que vi na biblioteca há algum tempo dizia que todos os direitos, todas as facilidades, todas as liberdades e comodismos que temos, não são algo adquiridos. Para se manterem é necessário toda a gente lutar por eles todos os dias, desde as classes mais altas até às mais baixas, porque a sociedade em que vivemos é muito frágil.

 

  Não se trata de patriotismo. Trata-se de tudo o que se toma como garantido. Porque afinal a cor que mais se vê na bandeira portuguesa, o vermelho, está lá a simbolizar o sangue derramado para se chegar onde se está hoje, seja lá onde isso for.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Blogues

Youtube

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Mensagens